Canal de notícias

Apesar da redução da Petrobrás, gasolina tem alta, e diesel tem leve queda

O preço médio da gasolina subiu nos postos de gasolina – e o do diesel caiu menos que o previsto – após os cortes no valor cobrado nas refinarias pelos combustíveis. Segundo levantamento feito pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina no país passou de 3,65 reais por litro na semana entre os dias 9 e 15 de outubro para 3,67 reais na última semana. Nesse período a Petrobras anunciou duas reduções nos valores cobrados por ela para o produto: de 3,2%, em 14 de outubro, e de 3,1%, no dia 8 deste mês.

A estatal estimava que as duas medidas poderiam fazer o preço nas bombas cair em 10 centavos por litro. No caso do diesel, os cortes foram de 2,7% e 10,4%, respectivamente, e a expectativa era de uma queda de 25 centavos. Entretanto, o preço do combustível, que no Brasil é destinado a caminhões e ônibus, foi de 3,00 reais por litro para 2,99 reais.

No anúncio feito em outubro, a Petrobras comunicou também que adotaria uma nova política de precificação, que levaria em conta fatores como os preços praticados no mercado internacional e a participação da empresa no mercado. O reajuste feito naquele mês foi o primeiro anúncio do tipo desde 2009. Embora o preço nas refinarias seja definido pela Petrobras, os postos de gasolina é que definem, livremente, quais os valores cobrados aos consumidores.

Fonte: www.veja.com.br
Voltar

Encontre sua notícia


Acompanhe nossas notícias

Seja um agregado

Faça seu cadastro agora Estamos contratando.

Selo Selo

© 2018. TRANSAC. Todos os Direitos Reservados. | Desenvolvido por: Cliecom Marketing Digital.