Canal de notícias

Protesto de caminhoneiros bloqueia trechos de várias estradas do país

Caminhoneiros começaram de forma isolada no domingo (8) um protesto, mas só tomou corpo na manhã desta segunda (9), paralisando rodovias de ao menos 14 Estados do pais. O movimento é contra o governo Dilma Rousseff, solicitando o aumento do valor do frete, reclamando da alta taxa de impostos e da elevação nos preços de combustíveis, entre outras reivindicações.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou nesta terça-feira (10) para que os agentes da Polícia Rodoviária Federal liberassem as rodovias interditadas por caminhoneiros que faziam as paralisações desde segunda-feira. E anunciou que serão aplicadas multas para quem bloquear estradas no valor de R$ 5.746,00, taxa antes fixada em R$ 1.915,00. E quem organizar eventos terá de pagar R$ 19.154,00.

“Nós já determinamos à Polícia Rodoviária Federal que atue através do efetivo necessário para que possamos desobstruir estradas e garantir que aqueles caminhoneiros que queiram trabalhar tenham a sua liberdade de ir e vir inteiramente assegurada” — disse Cardozo.

Por fim nesta quarta-feira (11) os bloqueios diminuem e a greve dos caminhoneiros perde sua força com as medidas de punição do governo.
Voltar

Encontre sua notícia


Acompanhe nossas notícias

Seja um agregado

Faça seu cadastro agora Estamos contratando.

Selo Selo

© 2018. TRANSAC. Todos os Direitos Reservados. | Desenvolvido por: Cliecom Marketing Digital.